A próxima versão do Google Glass 2 Terá Intel Inside

A próxima versão do Google Glass 2 Terá Intel Inside

Postado por Guilherme Sousa, 05/12/2014 em Dicas e Curiosidades, Notícias
Compartilhar

O Google Glass 2 irá receber um chip Intel que substituirá o processador da Texas Instruments que equipa esta versão inicial do dispositivo da Google.

Embora o hardware do Google Glass 2 tenha sido levemente atualizado em junho, o Google Glass foi dito como sendo um dos carros-chefe do Google. Embora ainda seja um produto caro e que poucas pessoas ainda estejam dispostas a pagar.

Google Glass 2 terá Intel Inside

Próxima versão do Google Glass 2 terá Intel Inside

Com a ascensão do Android Wear, pelo menos alguns de nós fãs de tecnologia estávamos nos perguntando se o Google ainda teria a intenção vender esse novo sistema, mas ainda não está disponível no mercado para que qualquer um possa adquirir. De acordo com o último relatório do Wall Street Journal, o Google está realmente planejando pelo menos mais uma versão do Glass, que seria o Google Glass 2, desta vez rodando um chipset Intel. O novo hardware irá ser lançado no próximo ano de 2015.

Google Glass 2 Intel Inside

Os modelos originais e atuais usam processadores Texas Instruments. Os modelos slim é um OMAP 4430, que eram populares entre os fabricantes de smartphones em 2011, encontrando seu caminho para dispositivos como o original Motorola DROID RAZR. Desde então, todos os modelos que lançaram no mercado de chips móveis, e novas ofertas da Qualcomm e muitos outros já excederam e muito até mesmo os melhores projetos de TI, tanto em potencial como em eficiência.

Google Glass 2

Google Glass com chip intel inside

Google Glass intel inside 02

A Intel foi ganhado espaço com dispositivos móveis para compensar o tempo perdido. Alguns grandes fabricantes começaram a usar chips da Intel para hardwares móveis, mais precisamente a Samsung e Asus, mas geralmente apenas para mid-range ou dispositivos low-end. Dito isto, chipsets da Intel x86 parecem ser muito mais rápidos e mais estáveis do que você poderia esperar de uma empresa que ainda está trabalhando em um segmento revolucionário como o glass.
O Google poderia muito bem ser a usá-lo como uma plataforma experimental para o seu próprio software baseado em x86. Isso também pode ser uma boa maneira de manter relações com a Intel sem dar-lhes um grande smartphone ou tablet release.

O WSJ raramente publicam matérias sem fundamento, ou que não tenha surgido de uma fonte confiável. Então aguardem novidades sobre o assunto, afinal onde há fumaça há fogo.

Fonte: Wikipedia, Texas Instruments Incorporated, Wall Street Journal

 

Cadastre-se no site e recebe novidades do universo digital diretamente no seu e-mail.

Compartilhar
A próxima versão do Google Glass 2 Terá Intel Inside
Avalie esse post
Comentários

Últimas Notícias