Como a Apple está invadindo nossos corpos

Como a Apple está invadindo nossos corpos

Postado por Guilherme Sousa, 19/11/2014 em Sem Categoria
Compartilhar

A gigante do Vale do Silício redesenhou a linha que unirá a tecnologia e nós mesmo. Isso pode não ser uma coisa boa.

Para a história completa, leia a revista desta semana TIME.

Em Cupertino na Califórnia, a Apple está tentando colocar a tecnologia em algum lugar onde nunca esteve particularmente bem-vinda. Como uma data insistente, a Apple Assiste quer ficar íntimo com a gente de uma forma que não estamos totalmente acostumados ou preparados. Este não é apenas um novo produto, isso é tecnologia tentando colonizar nossos corpos.

The Apple Watch (relógio Apple) é muito vai ser tornar “pessoal” e “íntimo” foram as palavras que o CEO da Apple Tim Cook e seus colegas usaram algumas vezes quando apresentaram o novo produto ao público pela primeira vez. É aí que vem a diferença, porque ele faz coisas que os computadores não são geralmente capazes de fazer: ele “vive” em seu corpo. Alojado em seu pulso, como os passarinho do conto de fadas da Cinderela. Ele se aproxima daqueles filmes de ficção científica que vemos na TV. A Apple quer torná-lo parte do nosso corpo.

Apple relogio

Apple iWatch

Isso é novo, e um pouco preocupante. Quando as tecnologias são adotadas o mais rápido que tendem a adotar os produtos da Apple, sempre há consequências não intencionais. Quando o iPhone saiu, foi elogiado como uma maravilha rica em design e engenharia digital. Ninguém previu a maneira que os iPhones exerceram uma força gravitacional constante sobre a nossa vida. E-mails, Twitter, redes sociais, e jogar Tiny Wings enquanto o meu smartphone está carregando, não existe limites. O céu é o limite!

A realidade de viver com um iPhone ou qualquer dispositivo inteligente, conectado a você, é o que torna aqueles filmes de ficção fazer parte da realidade atual. Os Smartphones criaram necessidades que nunca tivemos antes, e talvez provavelmente estivéssemos melhor sem eles.

Imagine aplicativos de fitness do relógio. Eles irão capturar todos os dados de que seu corpo gera, seu batimento cardíaco, calor corporal, pressão e assim por diante. Isso vai mudar a sua experiência do seu corpo. O relógio de pulso feito a ideia de não saber que horas eram parecer bizarro; em cinco anos, pode parecer bizarro não saber quantas calorias você comeu hoje, ou saber qual é seu batimento cardíaco como se visse horas.

O dispositivo iniciará dizendo o que você deve ou não comer, Ele vai fazer o seu auto-retrato físico visível para o mundo virtual sob a forma de informação, um corpo digital de impressão indelével, e que a informação vai se comportar como qualquer outra informação se comporta nos dias de hoje. Vai ser copiado e distribuído. Ele vai ir a lugares que você não espera. As pessoas vão usar essa informação para rastreá-lo. Ele vai ser comprado e vendido, ou compartilhado.

O próximo lançamento de produto da Apple após o relógio seria logicamente o implante. Então vamos realmente tem que decidir o quanto de controle que queremos e que estamos dispostos a nos submeter as essas tecnologias muito avançadas.

Fonte: TIME

Compartilhar
Comentários

Últimas Notícias
1 2 3 407